E-Social: exigirá profissionais ainda mais capacitados

29 de julho de 2014 por Ação Sistemas

A rotina das áreas de Administração de Pessoal costuma demandar muito trabalho, principalmente na área previdenciária, em função de diversas obrigações, apontamentos etc. Contudo, a partir de  2014, haverá uma grande revolução nas organizações e, este setor será ainda mais exigido com uma nova resolução que será, na realidade, um divisor de águas no universo corporativo. Trata-se do E-Social, um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações pelo empregador em relação aos seus empregados. Este será o módulo mais complexo do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), que vai abranger a folha de pagamento e todas as obrigações trabalhistas e previdenciárias.

Mas, afinal, o que isso quer dizer? O novo regulamento fará com o que governo acompanhe a Administração de RH das empresas ainda mais de perto. A política de definição de cargos e salários, por exemplo, será muito mais criteriosa, por isso os profissionais dessa área deverão estar mais preparados do que nunca e em total sintonia com o departamento de T.I, já que todas as medidas, incluindo folha de pagamento, serão informatizadas.

1556485_720011034708849_5447208792076558540_o

 

Para as empresas que não conseguirão treinar seus funcionários para se adequarem às normas até lá, uma boa solução pode ser terceirizar a Área de Administração de Pessoal e deixar os seus colaboradores mais voltados aos projetos estratégicos da empresa, como seleção, treinamento e desenvolvimento. Melhor ainda, acredito eu, se puderem terceirizar ambos, ou seja, Administração de Pessoal e Recursos Humanos, já que nem sempre as empresas dispõem de profissionais experientes (Administradores, Psicólogos) com bagagem para aplicarem os procedimentos e processos indicados.

Um sistema colaborativo para o RH traz inúmeras vantagens às organizações, em especial, àquelas que não contam com uma equipe altamente especializada. São elas: redução de custos, retenção de talentos, otimização do tempo dos colaboradores e conhecimento de mercado. As estratégias implantadas pelos prestadores de serviço nessa área serão norteadas pela prática e vivência destes em outras empresas do mesmo segmento, que apresentaram resultados efetivamente positivos, diminuindo consideravelmente os riscos de fracasso.

Vale destacar que a retenção de talentos é um dos itens mais importantes para a sobrevivência das empresas atualmente, devido à dificuldade na identificação de profissionais preparados, portanto, merece um tratamento especial.

Os prejuízos decorrentes da má administração nas obrigações trabalhistas podem acarretar multas, sanções administrativas, civis, penais e trabalhistas, impactando diretamente nos resultados das empresas. Portanto, as empresas que desejarem manter sua competitividade no mercado precisam investir em ferramentas que garantam qualidade nos processos, seja na esfera ambiental, fiscal, trabalhista e afins.

Cristina Miranda – consultora em Gestão de RH do Grupo Escrital, Pós-Graduada em Recursos Humanos e Psicologia Organizacional.

Fonte: Administradores

Link do texto original: http://bit.ly/X9iDEu


1 Comentário

  1. O e-Social é um verdadeiro raio-x nas empresas, onde o Governo fará uma “varredura” das mais indiscretas… http://consultortrabalhista.com/colunistas/o-e-social-e-o-novo-big-brother-empresarial/

    Comment by Modelos e petições em Direito do Trabalho — 12 de agosto de 2014 @ 18:53

Leave a comment

InformAo

Notícias, abordagens de temas voltados aos setores de Recursos Humanos e TI, agenda, novidades e muito mais no InformAção, o blog da Ação Sistemas.

Veja também:

© 2011 Ação Sistemas de Informática Ltda. uma empresa do Grupo Ação. Afirma.cc